Consumir alimentos de procedência segura é sempre importante, mas durante a gestação é primordial. Para gestantes, as intoxicações alimentares são graves porque os vômitos freqüentes e a diarréia podem resultar em desidratação, perda de nutrientes e desbalanço hídrico.
Para evitar esse tipo de problema, siga sempre essas regras:

– lave suas mãos com sabão e água quente por pelo menos 20 segundos antes de manusear alimentos e entre preparações que envolvam carnes cruas;
– lave bem frutas e vegetais antes de cozinhar ou comer e despreze folhas soltas;
– não deixe alimentos cozidos contendo carne, frango peixe, ovos ou laticínios em temperatura ambiente por mais de 2 horas;
– não consuma carne, frango, alimentos do mar ou ovos crus, e ainda evite queijos macios, como brie ou camembert;
– não consuma leite ou sucos industrializados não pasteurizados;
– lave bem todas as superfícies e utensílios que entrem em contato com carne, peixe ou frango crus;
– renove freqüentemente esponjas e panos de prato;
– quando tiver dúvida, jogue fora alimentos suspeitos de contaminação. E não confie somente no cheiro e aparência, algumas bactérias nocivas podem não interferir neles;
– não compre ovos, carnes, aves ou alimentos do mar que não estejam devidamente refrigerados;
– não descongele a comida em temperatura ambiente, utilize a geladeira para isso;
– certifique-se que sua geladeira está com boa regulação de temperatura.

Compartilhar: