Apesar da fama de alimento proibido, o chocolate possui seu lado bom. É rico em antioxidantes; seu conteúdo de procianidinas (substâncias antioxidantes) em uma porção (cerca de 35g) equivale ao conteúdo presente em uma maçã ou em 1 taça de vinho tinto. Uma das ações dessas substâncias é evitar o acúmulo de metais tóxicos no organismo e reduzir a agregação plaquetária.

Veja abaixo uma tabela com o conteúdo de substâncias bioativas segundo o tipo de chocolate:

Produto Polifenóis totais (mcmol/g) Epicatequina mmol/g) Catequina (MG/100g)
Cacau 224 5,45 – 6,11 296 – 327
Chocolate amargo 126 2,98 – 5,48 48 – 137
Chocolate ao leite 52,2 1,97 – 2,76 15 – 6
Achocolatado 8,2

Outras substâncias com efeitos benéficos presentes no chocolate:

• Aminas biogênicas: modulam o humor, melhorando a sensação de bem estar e felicidade
• Metilxantinas, caféna e teobromina: substâncias excitatórias e estimulantes
• Anadamina: provoca efeito de euforia
• Magnésio: ajuda a melhorar o ânimo, pois regula as concentrações de dopamina no cérebro
• Carboidratos: aumentam a formação da serotonina, substância que dá sensação de bem estar
• Lipídeos: aumentam a saciedade

Compartilhar: