• DIETNET
    Nutrição sob medida.

Meu Prato Saudável

Meu Prato SaudávelMeu Prato Saudável é referência nacional em alimentação equilibrada. Foi lançado pela Latinmed, com a consultoria técnica do Incor e HCFMUSP no Brasil;

Durante muito tempo, a dieta dos brasileiros foi considerada saudável. Mas o arroz, feijão, bife e salada ganharam a companhia da batata frita, hambúrguer, refrigerante e doces. Em consequência, a população está cada vez mais gorda.

Pesquisas recentes mostram que 48,5% dos brasileiros adultos estão com excesso de peso e a obesidade já atinge 15,8% da população. Além disso, o aumento na incidência de doenças como diabetes, hipertensão e obesidade é derivado da má alimentação, que, por sua vez, contribui para a ocorrência de doenças crônicas, como as cardiovasculares e o câncer.

Para mudar essa realidade e mobilizar brasileiros de todas as idades, regiões e classes sociais a adotarem uma alimentação saudável, o Hospital das Clínicas e o Instituto do Coração (HCFMUSP), em parceria com a Latinmed, estudaram por um ano os hábitos alimentares atuais dos brasileiros com diferentes perfis e idades. E, a partir dos resultados obtidos, criou-se o Meu Prato Saudável, maior programa de reeducação alimentar já realizado no Brasil, que será lançado em outubro, na cidade de São Paulo, com ações diretas à população, e que vai alcançar todo o país.

Sem a intenção de “emagrecer” as pessoas, o projeto consiste no ensinamento do que significa se alimentar de forma saudável em todas as refeições (café da manhã, almoço, jantar e lanches intermediários) e, com isto, manter o peso em um nível saudável ou até reduzi-lo.

“Vamos adaptar as refeições a cada região do país, para que a população local perceba que é possível manter-se em forma mesmo consumindo o que estão habituados. Queremos um Brasil saudável”, explica a nutricionista e coordenadora do Programa pelo Incor-FMUSP, Mitsue Isosaki.

Para alcançar a meta, que é engajar toda a população no projeto até a Copa do Mundo de 2014, foram desenvolvidos materiais diversos, como encartes, papel bandeja – com ilustrações de combinações de pratos -, cartilhas explicativas – com conteúdo facilitado e muito visual -, dentro da realidade do que as pessoas já estão acostumadas a comer. Nada é proibido, mas a intenção é chamar a atenção para a variedade e as quantidades colocadas no prato.

Além disso, há uma plataforma de comunicação que envolve site, mídias sociais, aplicativos para smartphone e tablet, em que o usuário pode acompanhar dicas e tabelas nutricionais, de acordo com o consumo diário de alimentos. “Facilitamos ao máximo a compreensão para a maioria da população brasileira. Todos os materiais produzidos visam ensinar qual é o prato saudável por meio das imagens dos próprios alimentos. O aplicativo para smartphones tem uma plataforma de rede social, onde as pessoas poderão compartilhar com seus amigos e vai ser o melhor aplicativo já lançado no mundo, para uma vida saudável”, destaca a CEO da Latinmed, Elisabete Almeida.

O lançamento do Meu Prato Saudável aconteceu nos dias 16 e 17 de outubro de 2012, em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação, no Complexo HCFMUSP, Metrô Clínicas e Metrô Sé, das 8h às 17h, com atendimento nutricional em várias unidades do Complexo do HC. Novas ações foram realizadas em São Paulo em 2013, e o lançamento no Rio de Janeiro aconteceu no primeiro semestre deste ano no Complexo do Alemão. Além das avaliações nutricionais e orientação, medimos também a porcentagem de gordura da população paulista e carioca. E os resultados não foram animadores. Se boa parte da população apresenta o peso acima do esperado, uma parte maior ainda tem gordura corporal maior do que recomendado.

Assim como o excesso de peso, o acúmulo de gordura corporal constitui fator de risco isolado para o desenvolvimento de doenças crônicas, refletindo a importância deste tipo de avaliação na população em geral.

No sentido de diminuir os índices de excesso de peso, e de minimizar os riscos de doenças relacionadas ao acúmulo de gordura corporal, o Programa Meu Prato Saudável segue, através de suas ações presenciais com orientação nutricional, e de seus componentes eletrônicos – site, redes sociais, aplicativos – levando à população orientações práticas de como equilibrar sua alimentação.
O lançamento e as avaliações nutricionais em outros estados estão programados para 2014. A população de todo o Brasil será alcançada por meio da divulgação da imprensa, além do site, aplicativo, blogs e mídias sociais.

Meu Pratinho Saudável

Para atenuar o crescimento da obesidade infantil no país, o Incor e o Instituto da Criança – HCFMUSP desenvolveram o Meu Pratinho Saudável, voltado para crianças de seis meses a 12 anos e que segue a mesma dinâmica do Meu Prato Saudável, mas com adaptações na linguagem para total entendimento dos pequenos.

Os dados infantis relacionados à obesidade indicam que nos últimos 20 anos o número de crianças gordas aumentou cinco vezes e já atinge 16,6% dos meninos e 11,8% das meninas com idade entre cinco e nove anos. Entre as principais consequências está o aumento, também no público desta faixa etária, de casos de diabetes e problemas cardiovasculares, dos níveis de colesterol e triglicérides.

Até o final do ano, a equipe que coordena o projeto convocará mil pessoas (adultos e crianças) para serem acompanhadas pela DIETNET- Assessoria Nutricional, sob a responsabilidade da Dra. Lara Natacci, até 2014. O objetivo é medir os resultados do Meu Prato saudável e adequar para a segunda fase, que começará em 2014 e terá como meta as Olimpíadas de 2016.

Visite o site oficial do Meu Prato Saudável, clicando aqui.