Para muitas mulheres a habitual lentidão de perda de peso após o parto pode não satisfazer seus desejos de uma volta imediata ao peso corporal pré-gravídico. Por esse motivo, algumas tendem a seguir dietas hipocalóricas. É importante reconhecer, entretanto, que restrições moderadas a acentuadas de ingestão alimentar durante a lactação comprometerão a capacidade da mulher para sintetizar o leite. A mãe deve se conscientizar da situação e aceitar uma perda de peso gradativa nos primeiros 6 meses após o parto; caso contrário, o êxito da lactação pode ser limitado e a criança pode sofrer um suprimento insuficiente de leite para satisfazer suas necessidades.
Amamentando ou não, você deve esperar pelo menos 6 semanas após o nascimento de seu bebê para iniciar uma pequena restrição calórica e atividade física. Você precisará de energia para se recuperar do parto, lidar com as necessidades do bebê, cuidar de sua casa e possivelmente voltar ao trabalho.
Após o primeiro mês depois do parto, é esperada uma perda de peso gradual de 0,5 a 1 kg por mês. As mães que perdem peso muito rapidamente ou que atingem um peso muito abaixo de seu ideal durante a amamentação podem ter uma redução do volume do leite produzido.
A amamentação não faz com que você recupere imediatamente seu peso anterior, mas ajuda bastante. A produção do leite requer cerca de 800 calorias diariamente, e a gordura armazenada durante a gestação normalmente provê apenas 300 dessas calorias. Dessa forma, você precisará de 500 calorias extras para obter energia necessária para amamentar. São 200 calorias a mais do que na gestação.
São necessárias em média 2700 calorias ao dia para manter a produção do leite e proporcionar uma perda de 0,5 a 1 kg por mês. Esse valor calórico deve ser ajustado individualmente conforme a produção de leite e taxa de perda de peso, mas não deve ser inferior a 1800 calorias ao dia. Pode ser necessária uma ingestão calórica adicional nos casos de: lactantes adolescentes, mães que amamentam mais de um bebê, mães abaixo do peso ideal, e mulheres que ficam grávidas no período da amamentação.

GUIA ALIMENTAR DIÁRIO PARA LACTANTES
A seguinte tabela pode ser utilizada para selecionar alimentos que proporcionem uma nutrição adequada para a mãe que amamenta. Em adição aos alimentos listados podem ser usadas quantidades moderadas de gorduras, óleos e doces para adicionar sabor aos alimentos e atingir o valor calórico adequado. O sal deve ser usado com moderação. No caso de intenção de perda de peso, a tabela ilustra o mínimo de alimentos a serem consumidos por dia.

Alimento Nº mínimo de porções ao dia Tamanho das porções
Leite e derivados 3 1 copo de leite ou iogurte ou
50 g de queijo natural ou
60g de queijo processado
Carnes e equivalentes 3 60 a 90g de carne cozida ou
2 a 3 ovos ou
2 a 2 e ½ xícaras de leguminosas ou
2/3 a 1 xícara de frutas oleaginosas ou
2/3 a 1 xícara de tofu
Cereais e equivalentes 10 1 fatia de pão de forma ou
½ pão francês, de hambúrguer ou de forma ou
½ xícara de cereal cozido ou massa ou
30g de cereal integral ou
3 biscoitos ou
2 torradas médias ou
3 colheres de sopa de aveia, germe de trigo ou farelo
Vegetais 4 1 xícara de vegetal crua ou
½ xícara de vegetal cozido ou
¾ de xícara de suco de vegetal
Frutas 4 1 pedaço médio de fruta crua ou
½ xícara de fruta cozida ou
¾ de xícara de suco de fruta ou
½ xícara de fruta seca
Compartilhar: