O transtorno da compulsão alimentar periódica ou binge eating disorder (BED), em inglês, é caracterizado por uma tendência frequente ao exagero no consumo de alimentos sem a prátca de métodos compensatórios, e com um consequente aumento de peso.
O tamanho e a gravidade desses episódios aumenta proporcionalmente ao IMC do indivíduo: quanto maior o IMC, maior o número de calorias ingerido durante uma crise.
Às vezes, não há interrupção clara no episódio de compulsão, que pode se estender durante um dia inteiro ou até mais tempo.
A compulsão, na maioria das vezes, é desencadeada por um fator emocional: stress, ansiedade, problemas de relacionalento. Os pacientes relatam antecedentes familiares de obesidade, sobrepeso durante a infância, constantes desentendimentos familiares e preocupações dos próximos com a forma física, peso e dieta.
A gravidade da doença é mais determinada pelo comportamento alimentar do que pelo peso do paciente. Quando as compulsões são seguidas e exageradas, os problemas psicológicos e orgânicos decorrentes são maiores e a recuperação mais difícil.
Na prática, os aspectos mais importantes para se identificar o distúrbio são: a ocorrência de compulsões no mínimo 2 dias por semana, a sensação de descontrole associada e a averiguação que esses episódios ocorrem há mais de 6 meses.

Diagnóstico diferencial com a bulimia

A principal diferença entre o transtorno da compulsão alimentar periódica e a bulimia é que no TCAP o paciente não costuma desenvolver mecanismos componsatórios para neutralizar os efeitos da orgia alimentar. Quando eventualmente isso acontece, não é um padrão regular, ou seja, ele pode até decidir fazer um jejum no dia seguinte ou caminhar para compensar o excesso, mas esses comportamentos são esporádicos e pouco intensos. Os pacientes com TCAP apresentam um menor nível de restrição alimentar que os com bulimia. O resultado desses 2 fatores é o consequente aumento de peso.

CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS

Os pacientes vítimas de TCAP, geralmente obesos, apresentam um maior IMC, mais alto consumo calórico mesmo fora das crises, maior oscilação de peso do que obesos que não têm o distúrbio. Sem o diagnóstico adequado, muitas vezes eles são encaminhados a um tratamento nutricional de restrição alimentar através de dieta hipocalórica para perda de peso. No entanto, durante um único episódio compulsivo, eles podem ingerir um número tão alto de calorias que todo o peso perdido durante uma dieta pode ser recuperado rapidamente, gerando frustração e autocrítica intensas, desestabilizando ainda mais o estado emocional do paciente e consequentemente piorando o quadro clínico.
Os episódios de compulsão alimentar podem ocorrer em indivíduos que não são obesos, mas a alta quantidade de calorias ingerida e a ocorrência frequente das crises resultam quase sempre em aumento e flutuações no peso.
Os indivíduos apresentam uma grande preocupação com seu modo caótico de se alimentar e muitas vezes dizem não “se reconhecer” quando cometem os excessos.

COMPLICACÕES ORGANICAS

Exceto a dilatação aguda do estômago, que também pode ocorrer nos casos de bulimia, a maioria das complicações do TCAP são secundárias ao ganho de peso e à consequente obesidade, muito comum nesses pacientes.
Como sequelas principais da obesidade, podemos citar: dislipidemias, hipertensão, diabetes, disfunções respiratórias (como a apnéia do sono), problemas ortopédicos, esteatose hepática (excesso de gordura no fígado), problemas de pele (feridas), síndrome de ovários policísticos.
É importante lembrar que essas doenças têm sua prevalência aumentada conforme o estado nutricional do paciente, como mostra o quadro a seguir:

Hipertensão: X 4 em obesidade
X 1,5 em sobrepeso

Diabetes tipo 2: X 9 em obesidade
X 1,5 em sobrepeso

Dislipidemias: X 3 em obesidade
X 1,5 em sobrepeso

O paciente com transtorno da compulsão alimentar periódica é particularmente sujeito ao isolamento social, aos preconceitos por estar acima do peso, e à baixa estima resultante disso.

Compartilhar:

0
Send a message
Desculpe! Não estamos por aqui agora. Deixe uma mensagem e nós retornaremos para você, o mais breve possível.
Your name
* Email
* Describe your issue
Login Chat
Dúvidas? Nós estamos aqui. Envie-nos uma mensagem!
Your name
* Email
We're online!